terça-feira, 23 de agosto de 2011

Alerta: o perigo do fogo em vegetação seca


O 4º Grupamento de Bombeiros Militar permanece de prontidão diariamente para atender as ocorrências de combate a fogo em vegetação, tanto na área urbana da cidade como na rural.

Devido ao período de estiagem e à baixa umidade do ar, todos os dias são registrados, em média, cerca de quatro incêndios em vegetação, que vão desde terrenos baldios à grandes extensões de mata.

Nos últimos dias aconteceram incêndios de grande proporção, como o da vila balneária de Alter do Chão, às margens do lago verde, curiosamente no local onde foram gravadas as cenas do filme Tainá 3.
Devido ao vento o fogo se alastrou rapidamente, deixando a corporação em alerta por causa da dimensão do incêndio e o fato de ser em um lugar que só se pode ter acesso por meio fluvial, o que exigiu muito esforço dos militares, que tiveram que efetuar o combate manualmente, com abafadores e bombas costais.
Além deste fato, os frequentes incêndios em terrenos baldios são preocupantes, uma vez que existem pessoas que possuem o hábito de atear fogo para realizar a limpeza desses locais. 

Este tipo de atividade, que aparentemente parece ser inofensiva, pode acabar se transformando em tragédia, pois, se tratando de área urbana, existem residências próximas que podem ser atingidas pelas chamas e pela fumaça, causando sérios danos materiais e à saúde.

O Corpo de Bombeiros alerta as pessoas que provocam esse tipo de queimada sem autorização dos órgãos responsáveis, que de acordo com a Lei 9.605, de 12/02/1998 (Lei de Crimes Ambientais) preconiza reclusão de dois a quatro anos e multa a quem comete este tipo de infração. Se o incêndio for provocado intencionalmente e se o responsável for pego em flagrante ou identificado, será detido e entregue às autoridades policiais, pois provocar incêndio também é previsto no Código Penal Brasileiro.

Algumas orientações importantes:
  • Mantenha seu terreno limpo, com o mato cortado e recolhido, impedindo a ocorrência de incêndios e a proliferação de animais e vetores de doenças.
  • Se ao lado da sua casa existem terrenos abandonados, oriente os proprietários a limpá-los. Caso nada seja feito, denuncie!
  • Além do mal que causa ao meio ambiente, a fumaça das queimadas é prejudicial à saúde, causando problemas respiratórios, principalmente em crianças e idosos.
  • A fumaça causada pelo incêndio, além de fazer mal, traz as fuligens (cinzas), resultado da queima de resíduos ou vegetação.
  • Respeite o meio ambiente e não brinque com fogo; as leis de proteção contra queimadas são rígidas.
  • Informe e oriente as pessoas que você conhece sobre os cuidados a serem tomados, evitando incêndios, muita fumaça e destruição.
Quando há incêndios, todos acabam prejudicados. Ao ver focos de incêndio, avise imediatamente o Corpo de Bombeiros. Ligue 190 ou 193.

Lembre-se: As ocorrências de queimadas dificultam o trabalho dos bombeiros, fazendo que o atendimento de uma chamada para uma ocorrência de maior gravidade venha a demorar por causa de atos irresponsáveis.

Imprima esta Postagem

2009-2013 * 4º GBM-PA *Customizado por Marcelo Quemel * Melhor visualizado no Google Chrome e Firefox