quinta-feira, 7 de março de 2013

CBMPA: Cão dá alerta e salva a dona caída em poço


Animal chamou a atenção do vizinho de sua dona, com latidos insistentes, para alertar que havia uma pessoa no fundo do poço. Os bombeiros foram acionados e fizeram o resgate da mulher de 57 anosimageimage
Um cão salvou uma mulher de passar a noite toda dentro de um poço e morrer de hipotermia.

Sônia Maria Rodrigues Soares, de 57 anos e que há mais de um ano sofre de depressão por causa da morte de um filho, decidiu se atirar, por volta das 14h na tarde de ontem, dentro de um poço de mais de 12 metros de profundidade localizado em propriedade rural que fica às margens da PA-136, estrada estadual que liga Castanhal e Curuçá. Depois de mais de duas horas e meia aguardando por socorro, ela acabou sendo encontrada pelo braçal Antônio Ivo da Silva e Silva, de 38 anos. Mas, para que isso acontecesse, Ivo ouviu os insistentes latidos do cão de estimação da mulher, chamado de Peri, e só depois que aproximou do poço é que pôde ouvir os gritos fracos da senhora.

Assim que ouviu os latidos de Peri, Ivo pensou que fosse alguém tentando matar outra pessoa dentro de uma casa de sapê abandonada, localizada ao lado do poço. Mas quando ele viu o cachorro, percebeu que se tratava do cão que “não largava do na Sônia” e então se aproximou mais da casa. Nesse momento ele ouviu a mulher pedindo socorro. Sônia já estava bastante debilitada. Ivo foi então para as margens da PA-136, a menos de 10 metros de onde estava Sônia, pedir ajuda para tirar a amiga do fundo do poço.

Nesse momento passava pelo local um carro da Delegacia da Mulher de Castanhal, no qual estavam a delegada Nilde Rosa, os policiais Karmine, Tiago e Carlos, rumo a uma missão. Logo que pararam eles ficaram sabendo do que havia acontecido e a primeira providência da delegada foi acionar o Corpo de Bombeiros. Uma guarnição do 12º Grupamento de Bombeiros Militares, sediado em Castanhal, chegou ao local em poucos minutos, sob o comando do Subtenente Denilson.

Foi então montado um tripé sobre o poço. Coube ao Cabo Douglas a tarefa de descer para socorrer Sônia que estava bastante debilitada e sentia fortes principalmente em uma das pernas e no pulso esquerdo. Ela foi amarrada com cordas pelo experiente militar e em menos de 10 minutos já estava de volta à superfície. Deitada numa maca, ele recebeu os primeiros socorros ainda dos próprios bombeiros. Depois foi levada para dentro de uma ambulância do Samu. O trabalho dos bombeiros e dos paramédicos do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi bastante elogiado pelos que estavam torcendo por Sônia, que foi levada para o Hospital Municipal de Castanhal para exames mais complexos.

Drama

Francisco da Silva Soares, marido da mulher, contou que há um ano e três meses o casal perdera o filho Danilo, de 21 anos, vítima de câncer. Ele morreu num leito do Hospital Metropolitano. Desde então, Sonia passou a sofrer de depressão, que a obrigou a tomar medicamentos controlados. Mesmo assim, ela era constantemente vigiada por Chico, como o marido é conhecido. “Mas uma vez ela tentou se enforcar com uma toalha. Hoje (ontem à tarde), a gente estava fazendo farinha, mas sempre ia dar uma olhada nela, que estava deitada na cama do quarto de casa. Quando demos fé avisaram a gente que ela estava dentro do poço”, contou seu Chico, aliviado pelo desfecho do fato.

Fonte: O Liberal

Imprima esta Postagem

2009-2013 * 4º GBM-PA *Customizado por Marcelo Quemel * Melhor visualizado no Google Chrome e Firefox